Orquestra de Metais e Digital Unity

ORQUESTRA DE METAIS E DIGITAL UNITY

O conceito de Orquestra de Metais reflete as necessidades atuais de uma planta totalmente digitalizada na indústria dos metais.

Há similaridades notáveis entre os músicos de uma orquestra e as unidades de uma planta metalúrgica. Em uma orquestra, todos os músicos devem ser capazes de tocar com perfeição não só individualmente, mas também como um conjunto. O mesmo se aplica a uma usina siderúrgica, onde cada unidade de produção tem que apresentar um ótimo desempenho individual e também operar com perfeição em conjunto com todas as demais instalações da cadeia de produção. A obtenção de uma produção de alta qualidade, grande flexibilidade e excelente produtividade  requer uma harmonia entre todos os elos ao longo da cadeia de produção.

 


"Instrumentos para a era digital do aço" é o slogan criado pela Primetals Technologies para refletir o conceito em que se baseia sua nova abordagem de integração de equipamentos preparados para os desafios do futuro. Tal abordagem é fundamentada na noção de que todos os componentes têm que estar prontos para enfrentar os desafios do futuro, considerando três metas: Primeiramente, a qualidade da produção de uma planta siderúrgica deve ser a mais confiável e consistente possível. Em segundo lugar, a cadeia de produção deve ser adaptável para atender às solicitações específicas de clientes, mudanças nas matérias primas e outros fatores. Finalmente, reduzir os custos e aumentar a produção, o que deve fazer parte da lista de metas de todo produtor de aço.

 

OS MÚSICOS DA ORQUESTRA...

Todos os componentes de uma planta podem ser considerados como os "músicos de uma orquestra", que precisam cooperar entre si de diversas maneiras. Os chamados sensores "inteligentes" fornecem constantemente informações conforme necessário. Medidas sofisticadas de otimização de processo proporcionam controle adaptativo de todos os processos locais, enquanto funções automáticas reduzem a carga global de trabalho. O monitoramento de condição do equipamento oferece transparência e minimiza os esforços de manutenção, enquanto as características avançadas de conectividade resultam em uma utilização altamente eficiente das informações disponíveis em cada instalação de uma planta. Em conjunto, estas tecnologias facilitam significativamente a vida do pessoal operacional, permitindo que o trabalho cotidiano se torne "mais inteligente", graças ao suporte do sistema de Orquestra de Metais.

 

... E SEUS MAESTROS

A orquestração dos componentes de uma planta é executada por três "maestros", que constituem a unidade digital: um Sistema de Gerenciamento de Produção (PMS), a Tecnologia de Manutenção de Ativos (MAT) e um pacote de otimização de qualidade de processo, que a Primetals Technologies chama de Otimização ao Longo do Processo (TPO).

Estes três maestros asseguram que todas as instalações sejam adequadamente sincronizadas e atinjam seu potencial máximo.
 

Figura 1 - Os três principais requisitos na produção de aço  |  Figura 2 - Maestros da Orquestra de Metais, uma unidade digital