Corex®

COREX® — PRODUÇÃO DE FERRO FAVORÁVEL AO MEIO AMBIENTE E EFICIENTE EM TERMOS DE CUSTO

Corex, o processo exclusivo de redução de fusão que permite a produção de gusa favorável ao meio ambiente e eficiente em termos de custo a partir de minério de ferro e carvão como matérias-primas.

 

No processo Corex, todo o trabalho metalúrgico é realizado em dois reatores de processo distintos - a cuba de redução e a unidade de fusão-gaseificação. Podem-se obter reduções consideráveis de custos na produção de gusa, da ordem de até 20%, uma vez que não é necessário construir coquerias e sinterizações, podendo ainda ser utilizado um carvão de menor custo em comparação com o processo do alto forno.

​ As emissões das plantas Corex contêm quantidades insignificantes de NOx, SO2, poeira, fenóis, sulfetos e amoníaco, resultando em valores de emissão inferiores aos valores máximos permitidos pelas normas europeias. Além disso, as emissões de efluentes líquidos são muito menores quando comparadas ao processo convencional do alto forno.

 

Vantagens do Processo Corex

Utilização direta de carvão não coqueificável

O carvão é carregado na unidade de fusão-gaseificação, podendo até mesmo ser utilizado carvão não coqueificável, o que torna desnecessário uma coqueria. A temperatura na cúpula ultrapassa os 1.000°C, resultando no craqueamento dos hidrocarbonetos liberados pelo carvão e evitando a formação de alcatrão. O custo do carvão utilizado no processo Corex é aproximadamente 40% inferior ao do carvão utilizado em altos fornos.

Grande proporção de minério granulado

No processo Corex, a carga típica de óxido de ferro é composta por 100% de pelotizados, embora seja possível uma operação estável com o uso de uma fração do minerio granulado de até 80%. A proporção do minério de ferro depende do preço disponível do minério granulado. Além disso, não é necessário usar sínter – nem investir em uma sinterização  para se obter uma ótima operação.

Uso de oxigênio puro

Os operadores de alto forno utilizam oxigênio para enriquecer o jato de ar quente, mas o nitrogênio representa um ônus para este processo. O processo Corex já utiliza oxigênio de alta pureza, resultando em um gás superior quase totalmente livre de nitrogênio. Devido ao seu elevado valor calórico, este gás pode ser reciclado para trabalho de redução e utilizado para a produção de aquecimento/energia ou de etanol e ácido acético por meio do processo LanzaTech, desenvolvido pela Primetals Technologies. Dependendo das necessidades do produtor de aço, valor adicional pode ser gerado com o gás produzido.

​Soluções Ecológicas para o Processo Corex — Economizando recursos, criando valores

Clique nos links abaixo para saber mais sobre as nossas competências.

Limpeza de gás

Consultoria Ecológica

Debug: 0
    • Fig.1- Briquetagem de subprodutos

Plantas Integradas & Soluções para o Processo Corex — Experiência que faz a diferença

Please follow the corresponding links to learn more about our competences:

Debug: 4

Referência: Produção de gusa com baixo investimento, baixos custos operacionais e emissões reduzidas.

Cliente: Jindal South West Steel Ltd. (JSW), Toranagallu, Índia
Tipo de planta: 2 x Corex C-2000 com uma planta Midrex DR à base de gás Corex

Nossa solução
O desafio deste projeto foi construir uma planta de produção de ferro ecologica cuja operação fosse econômica, localizada numa área isolada com acesso limitado ao combustível gás. Duas plantas Corex C-2000 produzindo gusa constituíram a base da produção subsequente de aço. Como característica especial, os resíduos das plantas, tais como finos de calcário/dolomita e escória do convertedor LD, são reciclados nos dois módulos Corex. A combinação do Corex e alto forno ajudou a JSW a maximizar a utilização de resíduos sólidos, reduzindo assim o custo do gusa. Além disso, o gás gerado no processo Corex é utilizado para produzir DRI e como reserva de combustível para os regeneradores do alto forno, caldeiras, sinterização e pelotização.

Debug: 4